NAPPILY EVER AFTER, A REVIEW


É modi?! Espero que esteja tudo bem! O mais novo filme Netflix, Nappily Ever After, tem criado muitas conversas envolta da sua história, que é baseada no livro com o mesmo nome d Trisha R. Thomas. Na sua descrição podes ler "Quando uma Executiva de publicidade passa por um contratempo amoroso, ela embarca em uma jornada para se descobrir e tudo começa com uma dramática mudança de visual." Tenho visto algumas reviews pelo Youtube e como todas falam de como se identificaram ou não com o filme. Neste post deixo-vos com a minha review do que achei do filme.


Tenho de começar pelas músicas do filme que foram escolhidas a dedo. AMEI a música do inicio do filme Doing Me da RAY BLK, vou simplesmente adotar como o meu novo mantra. Os primeiros minutos do filme foram aqueles com que mais me identifiquei. Não muito em relação ao discurso da mãe da Violet mas todo aquele processo de alisar o cabelo comparado com o processo do tratamento químico para alisar o cabelo que eu tive de passar quando era criança e adolescente. Fez-me recuar ao passado e de certeza que fez o mesmo com muitas mulheres que hoje usam o cabelo natural.
A conversa da Violet com o taxista foi para mim outro dos momentos altos do filme e da maneira engraçada como a conversa se desenrola. A cena mais marcante e que aparece no trailer do filme, é realmente muito boa! E todo o caminho que a Violet faz a partir daquela cena, para se descobrir fez-me lembrar da transição e como nem sempre nos sentimos bem com o nosso cabelo mas que com o tempo isso muda e aprendemos a gostar do que vemos ao espelho todos os dias.


Com o decorrer do filme, foram poucas as vezes que me senti representada ou que me identifiquei com a Violet. Mas sei de mulheres com quem convivo que sentem ou sentiram a pressão de ter ou usar de o cabelo de ser maneira, se vestirem ou usarem maquilhagem de uma ser maneira, para conseguirem um certo tipo de emprego ou mesmo para conseguirem se manter "aceitáveis" e respeitadas no seu meio de trabalho. E foi nelas que pensei em algumas partes do filme, já que comigo felizmente isso nunca aconteceu, nem mesmo quando trabalhei em lojas onde o visual era mais restrito. Gostei do humor bem leve mas gostava que a cenas mais sérias tivessem um pouco mais de profundidade. Adorei a escolha dos actores envolvidos neste filme e a Sanaa Lathan (Violet) consegue transmitir bem os emoções pelas quais está a passar. Por último não podia faltar o empowerment da Violet, que mostra que mesmo com o cabelo crespo e curto ela pode sim ser tão bem sucedida se comparada com a "antiga" Violet e junto com toda a problemática de ser quem ela é foram para mim das melhores mensagens do filme junto!

No fim do filme senti que faltou algo. Estava a espera de mais mas ainda assim no geral gostei do filme acho que serve como inicio para umas boas discussões sobre relacionamentos entre famílias e casais assim como a pressão de ser "perfeita" e obviamente sobre cabelo e a aceitação de como somos. Espero que mais pessoas o vejam com as suas filhas ou mães para que essas discussões aconteçam.
E tu, viste o filme? O achaste?

Obrigada por passares por aqui & cá te espero no próximo post!


Também Estou pelo:

Fica Bem
XoXo

Sem comentários

A tua opinião conta e por isso deixa-a aqui nos Comentários ! E mais uma vez Obrigada por passares por aqui e deixares a tua marca. XoXo